ESPORTES

Estreia de Suárez pelo Nacional tem pouca criação e sonho desbotado


Estreia de Suárez pelo Nacional tem pouca criação e sonho desbotado

Ele terá de se readaptar logo ao futebol sul-americano para não ver o sonho de conquistar um título continental cair por terra na próxima terça, em Goiânia.

Suárez anunciou um pré-acordo com o Nacional há uma semana. A contratação do centroavante foi oficializada no dia seguinte

Categorias: Futebol Mundo

Por: Agência Estado, 03/08/2022

Suárez jogou pouco tempo na estreia

São Paulo, SP, 2 – Luis Suárez teve reestreia tímida pelo Nacional de Montevidéu nesta terça-feira à noite. Diante do Atlético Goianiense, o centroavante uruguaio não conseguiu exibir todo o seu talento e viu os torcedores saírem do Gran Parque Central frustrados pela derrota, por 1 a 0, para o clube brasileiro no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Suárez anunciou um pré-acordo com o Nacional há uma semana. A contratação do centroavante foi oficializada no dia seguinte. No domingo, o uruguaio foi apresentado aos torcedores. Sua estreia foi feita às pressas. Vindo de férias do futebol europeu, Suárez não fez muitos treinamentos com a equipe. Ele terá de se readaptar rapidamente ao futebol sul-americano para não ver o sonho de conquistar um título continental cair por terra já na próxima terça, em Goiânia. SÓ SEGUNDO TEMPO

A estreia de Luis Suárez pelo Nacional aconteceu apenas no segundo tempo. O atacante foi chamado pelo técnico Pablo Repetto aos 28 da etapa complementar. No placar, o Atlético Goianiense já vencia por 1 a 0. A torcida ovacionou o jogador e gritou o nome de Luis Suárez enquanto o astro esperava a autorização da arbitragem para ingressar no jogo.

Em campo, Suárez até tentou, mas criou pouco nos 23 minutos em que esteve em campo. Teve apenas uma finalização, em uma cobrança de falta que parou na barreira. Sua maior atuação foi junto ao árbitro paraguaio Eber Aquino, com muitas contestações. No minuto final, um possível pênalti para o Nacional agitou o torcedor, mas o VAR desaconselhou sua marcação. Com a decisão, o árbitro apontou o fim do duelo, gerando novas reclamações de Suárez.

“É uma derrota que dói, porque tínhamos esse sonho. Queríamos dar essa alegria à torcida, que tanto nos empurrou. Estamos em desvantagem e temos de revertê-la. Suárez está se adaptando ao grupo, tem sido positivo e o tempo será nosso aliado para que ele nos dê tudo o que conhecemos dele, em todos os aspectos, não apenas futebolísticos”, avaliou o técnico Repetto após o jogo. COMPROMETIDO

O jornal uruguaio Ovación classificou Luis Suárez como um jogador “comprometido em sua estreia”, apesar da falta de entrosamento. O argentino Olé disse que o jogo teve “gosto amargo” para os uruguaios, mas Suárez teve boas participações, mas demorou para entrar no jogo.

Nas arquibancadas, além do torcedor eufórico, Suárez contou com o apoio do amigo Sergio Agüero. O atacante argentino, que teve de se aposentar precocemente do futebol após descobrir um problema cardíaco, acompanhou de perto o primeiro jogo do amigo pelo Nacional do Uruguai. EM DESVANTAGEM

Com a derrota pelo placar mínimo para o Atlético Goianiense, o Nacional se vê obrigado a vencer no Serra Dourada, na próxima terça-feira, às 19h15. Um triunfo uruguaio por apenas um gol de diferença, levará o duelo para os pênaltis. Aos brasileiros, basta o empate para garantir vaga nas semifinais da Sul-Americana.

Marcos Antomil

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.