Eden Sher, de 'The Middle', diz que filhos gêmeos nasceram prematuros
NOTICIAS

Eden Sher, de 'The Middle', diz que filhos gêmeos nasceram prematuros – POA SHOW

A atriz norte-americana Eden Sher, de 30 anos, publicou em suas redes sociais um desabafo a respeito da . A decisão tomada na última sexta-feira pela Suprema Corte passou a permitir que cada estado defina suas próprias restrições ao direito das cidadãs de abortar.

“Como alguém que teve uma gravidez de alto risco extremamente difícil, passou muitas horas em vários consultórios médicos e teve uma estadia prolongada e muito assustadora no hospital antes de dar à luz meus bebês (bastante traumático às 28 semanas), essa decisão me destruiu de maneiras difíceis de processar”, começou ela em post publicado no Instagram, revelando que os filhos gêmeos nasceram prematuros.

Relacionadas

“As implicações dessa decisão vão além de simplesmente despojar as mulheres de sua capacidade de obter um procedimento médico seguro. Ela despoja as mulheres de seu valor como ser humano”, considerou Eden, conhecida pelo papel de Sue Heck no seriado “The Middle” (ABC).

“Tive a sorte de ter uma gravidez desejada, sistema de apoio para me ajudar e recursos para me fornecer os cuidados e a atenção de que precisava para manter a mim e meus bebês seguros e vivos. Não posso aceitar que agora vivo em um país onde, se minha vida estivesse seriamente em perigo, se eu estivesse simplesmente no estado errado, um médico não teria tomado medidas para salvar minha vida por medo de ir para a cadeia. Não posso aceitar que agora seja possível que mulheres e médicos sejam punidos por terem que tomar a decisão mais difícil e dolorosa que uma pessoa poderia ter que tomar. Isso é aterrorizante e perturbador”, detonou.

“Obter os cuidados médicos que todos os seres humanos merecem não deve depender de ter ou não ter um útero, viver no estado correto ou ter dinheiro suficiente. Agir nesse momento parece um pouco esmagador, mas cada pouquinho ajuda. Se você não sabe por onde começar, farei doações regulares para a Rede Nacional de Fundos de Aborto e, se puder, imploro que faça o mesmo”, concluiu Eden.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.