Simone e Simaria: empresário fala sobre show de R$ 400 mil
NOTICIAS

Simone e Simaria: empresário fala sobre show de R$ 400 mil – POA SHOW

O empresário e produtor musical Paulo Tear disse não ser justo pagar R$ 400 mil pela apresentação da dupla Simone e Simaria no São João de Caruaru, em Pernambuco, sendo que apenas uma delas se apresentou — entre as irmãs.

Em entrevista concedida ao “Domingo Espetacular”, da RecordTV, Tear se explicou sobre o , em que ele diz ser comum que famosas duplas sertanejas mantenham um clima de inimizade nos bastidores, e cita como exemplo Zezé di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, mas que cumprem agenda de compromissos profissionais, o que, segundo ele, seria o oposto das coleguinhas.

Relacionadas

Sobre a gravação, que o produtor alega não ter conhecimento de como foi tornada pública, Paulo Tear disse que não houve “má intensão” em sua fala, e que o contexto do áudio se deu em uma tentativa de “defender” sua cidade, devido ao fato de Simone e Simaria não terem se apresentado em conjunto, o que afirmou tratar-se de uma “injustiça”.

“Eu acho que não tem má intensão nisso [áudio vazado]. Eu falei uma coisa que quando as meninas [Simone e Simaria] se separaram, que disseram que não vinham cantar na minha cidade, eu quis defender minha cidade, porque não é justo que eu pague R$ 400 mil se era uma dupla e só vai vir uma”, declarou o produtor musical.

Conforme o “Domingo Espetacular”, Paulo Tear contratou o show de Simone e Simaria para o São João de Caruaru, mas Simaria chegou atrasada, porque teria passado mal naquela manhã .

Na ocasião, Simone explicou que sua irmã se sentiu indisposta e, por esse motivo, se atrasou para a apresentação. Simaria chegou cerca de 1h20 depois do início do show, se explicou, e cantou três músicas juntas. Porém, na hora de deixar o palco, Simaria se recusou e permaneceu mais tempo se apresentando.

Posteriormente, Simaria . Antes do comunicado, as duas , e Simaria .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.