ESPORTES

Copa do Brasil: Atlético-MG pede punição ao Gabigol por falar "inferno"


Copa do Brasil: Atlético-MG pede punição ao Gabigol por falar “inferno”

“Agora temos outro final de semana e depois vamos para a Libertadores. Quando eles forem para lá vão conhecer o que é pressão e o que é inferno”

Galo alega que o atacante teria incitado a violência

Categorias: Grandes clubes do Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 25/06/2022

Atlético-MG pede punição ao Gabigol Atlético-MG pede punição ao Gabigol (Foto: Pedro Souza / Atlético)

Belo Horizonte, MG, 25 (AFI) – O clássico entre AtléticoMG e Flamengo é recheado de polêmicas, a última delas é o Galo pedindo a punição ao atacante Gabigol, por ter falado “inferno” ainda no gramado do Mineirão, pós o jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil, disputada na última quarta-feira (22). Segundo o Atlético a frase pode incitar a violência.

O jogo acabou 2 a 1, para os mineiros, que obtiveram a vantagem do empate no jogo de volta, que será disputado no dia 13 de julho. Ainda dentro de campo, o atacante Gabigol disse em entrevista que no jogo de volta no Maracanã será um “inferno” fazendo referência a pressão que a torcida rubro negra irá fazer nas arquibancadas.

“Agora temos outro final de semana e depois vamos para a Libertadores. Quando eles forem para lá vão conhecer o que é pressão e o que é inferno”, disse Gabigol.

Na quinta-feira, o pedido foi analisado por Ronaldo Botelho Piacente, procurador-geral do STJD, que deu um prazo de três dias para o atacante do Flamengo se manifestar. Ainda não tem previsão se Gabriel será punido.

Os artigos usado pelo Atlético-MG na notícia de infração foram: Artigo 243-D: Incitar publicamente o ódio ou a violência. Pena: multa e suspensão de 360 a 720 dias e Artigo 258: Assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva. Pena: suspensão de uma a seis partidas.

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.