ESPORTES

Scarpa troca o Palmeiras por time inglês para realizar sonho


Scarpa troca o Palmeiras por time inglês para realizar sonho

O meio-campista assinou pré-contrato com o Nottingham Forest, da Inglaterra, e jogará a Premier League em 2023. Os valores não foram revelados.

O acordo com o clube inglês tem validade de três anos e meio. Scarpa assinou pré-contrato com o time inglês acompanhado de seus empresários

Categorias: Grandes clubes de São Paulo

Por: Agência Estado, 10/07/2022

Gustavo Scarpa recebendo homenagem do Palmeiras Gustavo Scarpa recebendo homenagem do Palmeiras. (Foto: Fabio Menotti/ Palmeiras)

São Paulo, SP, 10 – Gustavo Scarpa definiu o seu futuro, e ele não será mais no Palmeiras. O meio-campista assinou pré-contrato com o Nottingham Forest, da Inglaterra, e jogará a Premier League em 2023. Seu vínculo com o time alviverde termina em dezembro. Em janeiro, ele se apresenta ao novo clube.

A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Benjamin Back e confirmada ao Estadão com pessoas ligadas a Scarpa. Como seu vínculo com o Palmeiras termina em dezembro, o atleta estava livre para assinar um pré-contrato desde 1º de julho. O acordo com o clube inglês tem validade de três anos e meio.

Scarpa assinou pré-contrato com o time inglês acompanhado de seus empresários, Felipe D’Emilio, filho do ex-jogador Mario Sérgio, e Felipe Tancredi. Os dois são sócios da FFP Agency, que representa e agencia a carreira de outros atletas, como Marquinhos, negociado pelo São Paulo ao Arsenal recentemente, e Du Queiroz, volante do Corinthians.

O Palmeiras verá Scarpa sair sem lucrar com o jogador. Essa foi uma decisão do clube, que preferiu perdê-lo de graça ao fim de seu contrato em vez de vendê-lo nesta janela de transferências. O clube entende que a decisão é acertada, pois já teve lucro esportivo com o atleta e prevê que pode ter também nesses cinco últimos meses, com mais títulos.

SONHO EUROPEU

Scarpa comunicou seu desejo de jogar na Europa a Abel Ferreira e à diretoria há mais de um ano. No Palmeiras, era sabido que o atleta queria ter a oportunidade de atuar em um clube do Velho Continente. Com 28 anos, ele havia admitido que “o tempo estava acabando” nessa sua projeção. Ele quis tanto ter essa experiência europeia que aceitou receber um salário inferior no Nottingham Forest em relação à proposta do Palmeiras.

Apesar de não viver as décadas vitoriosas de sua história, o Nottingham Forest é um clubes mais tradicionais da Inglaterra. Tem em sua galeria de troféus o título inglês e dois títulos europeus. Na próxima temporada, a equipe voltará a jogar a Premier League, primeira divisão inglesa, após 23 anos longe da elite.

Um atleta que foge ao padrão dos boleiros, Scarpa vai ter no Velho Continente uma oportunidade de evoluir profissionalmente e também considera que irá encontrar melhor qualidade de vida na Europa. A experiência europeia lhe dará acesso a uma cultura diferente e irá ampliar a sua bagagem cultural, o que é algo importante no pensamento de um jogador que tem a leitura como hábito e não se limita ao futebol.UM JOGADOR DIFERENTE

É comum vê-lo resolvendo o cubo mágico em menos de dois minutos e também andando de skate pela cidade. Os títulos ele comemora de uma maneira insólita: comendo a bolacha trakinas com leite condensado. Scarpa, na verdade, não se encaixa no ambiente dos boleiros. É estranho a esse universo. Ele não gosta de pagode e sertanejo, ritmos musicais que predominam entre seus colegas. Seu gênero musical preferido é o rock. Duas das bandas que ele mais escuta em seu fone de ouvido são Foo Fighters e Led Zeppelin. Qiando não está jogando, prefere não consumir futebol. Busca refúgio em esportes radicais, o skate e o wakeboard, nos livros e no cubo mágico, no qual está fissurado ultimamente.

A diretoria apresentara proposta de renovação para Scarpa. O atleta fizera uma contraproposta dias depois. No fim, ficou decidido que ele irá sair ao fim de seu contrato. Isso já havia sido definido há alguns dias. Só faltava encontrar um clube na Europa para o atleta, o que, agora, não falta mais.

FIM DO CICLO

Gustavo Scarpa terminará seu ciclo no Palmeiras após cinco temporadas. Ele chegou em 2018, ano em que jogou pouco em virtude de um imbróglio na Justiça com o Fluminense, seu antigo clube. O Palmeiras, na época, intercedeu e lhe ajudou a conseguir a liberação para atuar.

Ele fez apresentações de protagonismo jogando no meio de campo, mas já atuou como ala pela esquerda e até como lateral, função que desempenhou de forma improvisada em jogos decisivos, na final da Libertadores contra o Flamengo e na decisão do Mundial diante do Chelsea. Sua maior virtude é a qualidade ao bater na bola, seja com ela rolando ou nos escanteios e faltas.

Foi como armado que viveu seus principais momentos com a camisa alviverde, marcando gols e, especialmente, dando assistências. Ele foi o maior garçom da Série A em 2021, posto mantido, por enquanto, em 2022. No ano passado, distribuiu 22 passes para seus companheiros marcarem.

ABEL E NÚMEROSNa visão de Abel, Scarpa alcançou o que chama de “maturidade competitiva” e tornou-se peça fundamental para que a engrenagem de um time vitorioso continue funcionando. “Não posso ficar indiferente ao que ele está a fazer, ele realmente tem estado muito bem”, reconheceu o treinador português.

Scarpa já superou a marca de 200 jogos pelo Palmeiras e é o quarto do atleta do elenco que mais vezes defendeu o clube. Ao todo, são 209 partidas, 39 gols marcados e sete títulos: Campeonato Brasileiro (2018), Campeonato Paulista (2020 e 2022), Copa do Brasil (2020), Libertadores (2020 e 2021) e Recopa Sul-Americana (2022).

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.