Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 25 DE NOVEMBRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  24/11/2017   Rodovias do Tietê fará ação “Ouvidoria Itinerante” - Salto, 23 de novembro de 2017- A Concessionária através do setor de Ouvidoria realiz...     24/11/2017   Metrô reabre as portas nesta quinta-feira - A greve não acabou, mas, mesmo assim, a rotina dos usuários do metrô deve ser parcialmente no...     24/11/2017   Governo adia inauguração de 6 novas estações da Linha Lilás do Metrô para 2018 - O governo do Estado adiou novamente a inauguração de sei...     24/11/2017   Flexa Ribeiro pede investimentos em transporte ferroviário no Pará - O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) chamou atenção nesta quarta-feira ...     24/11/2017   Setor privado e BNDES costuram retomada do setor ferroviário no Fórum Ferrovias amanhã em Nova Mutum (MT) - O Fórum Ferrovias e a Integra...     24/11/2017   Rumo rebate críticas - Procurada pelo Valor, a Rumo rebateu, em comunicado, as críticas que recebeu da Ferroeste: "Desde a fusão com a AL...     24/11/2017   PR e MS querem pôr os grãos nos trilhos - Cansados de ficar à mercê da Rumo, concessionária que opera cerca de 13 mil quilômetros de malh...     24/11/2017   Leilão do trecho Norte do Rodoanel entra na mira da CCR - Depois de ficar de fora dos últimos leilões de rodovias em São Paulo, a CCR pre...     24/11/2017   CCR analisa novos negócios em mobilidade no Brasil e no exterior - A CCR estuda novas oportunidades de licitação em mobilidade urbana no ...     24/11/2017   Homens e robôs aumentam eficiência das cabines Volvo - Robotizada e com alto grau de confiabilidade, a linha de produção de cabines da Vo...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

19/05/2017

RUMOS DA ECONOMIA COM VOLTA DA CRISE POLÍTICA

Artigos / Entrevistas

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Com o afastamento da presidente Dilma, o Brasil parecia ter superado a “crise políica”, entendida como a falta de governabilidade do paí. O novo governo desenhou uma estratéia de ajuste fiscal de longo prazo, que envolvia as PECs do teto dos gastos púlicos e da Previdêcia, e uma reforma trabalhista revolucionáia, que vai elevar o potencial de crescimento da economia. A governabilidade e solvêcia fiscal de longo prazo acalmaram o dóar. O Banco Central recuperou a credibilidade no combate àinflaçã e, com o dóar mais baixo, iniciou um processo agressivo de reduçã da taxa de juros, com possíeis efeitos positivos sobre a atividade econôica e o emprego.

Os eventos recentes trazem de volta à cena a crise política. Os efeitos sobre a economia serão de curto, médio e longo prazos. No curto prazo, a incerteza política deve aumentar a pressão sobre o dólar, com possíveis impactos inflacionários, e, portanto, diminuir o ímpeto do Banco Central no processo de redução da taxa de juros. Nesse sentido, poderíamos esperar um arrefecimento do nosso, já anêmico, processo de saída da recessão.

Há também impactos importantes de médio prazo. Os eventos divulgados tem o potencial de terminar com o governo Temer. Caso isso ocorra, o Brasil terá cinco presidentes em um período de três anos: Dilma, Temer, Rodrigo Maia, um presidente eleito pelo Congresso e, por fim, um presidente eleito diretamente em 2018. Esse cenário me faz lembrar a Argentina em 2001. Quem vai investir em um momento desses? Se os investimentos entrarem em compasso de espera e os consumidores se retraírem, a recuperação econômica ficará ainda mais lenta.

Ou seja, os impactos de curto e médio prazos da crise política gerada pela delação da JBS são negativos para a economia. Contudo, no longo prazo, acredito que o impacto será muito positivo. Temos de acabar com o capitalismo de compadres que sempre existiu no Brasil e que foi reforçado nos últimos anos. A relação promíscua entre as empresas e os “donos do poder” atrasa o crescimento econômico do país. Ao passar o país a limpo, aumentamos nossas chances de crescer no longo prazo.

*Ph.D. em economia, professor titular na UFRGS msp@ufrgs.br

 

Por Zero Hora - RS - MARCELO S. PORTUGAL **

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

De olho no futuro

A agitada maré do século 21

Internet das Coisas: prepare-se para uma onda de novas oportunidades em estratégia de negócios

Identificação e localização das coisas para o sucesso de IoT

Retomada com inovações sustentáveis

Rodovias do Tietê fará ação “Ouvidoria Itinerante”

Metrô reabre as portas nesta quinta-feira

Governo adia inauguração de 6 novas estações da Linha Lilás do Metrô para 2018

Flexa Ribeiro pede investimentos em transporte ferroviário no Pará

Setor privado e BNDES costuram retomada do setor ferroviário no Fórum Ferrovias amanhã em Nova Mutum (MT)

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística