Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 21 DE FEVEREIRO DE 2018

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  20/02/2018   GM vai aumentar produção em São Caetano, que terá carros inéditos a partir de 2020 - Dentro de 1 ano, montadora passará a fabricar 330 mi...     20/02/2018   INFRAERO LANÇA LICITAÇÕES NO SUL - A Infraero publicou os editais de licitação para a concessão dos terminais de carga (Teca) dos aeropor...     20/02/2018   AMAZON NEGOCIA GALPÃO NO BRASIL - O grupo americano de varejo online Amazon.com está transferindo as operações logísticas no Brasil para ...     20/02/2018   ALCIS É PARCEIRO GOLD DA ORACLE - A ALCIS, sócia-apoiadora da Abralog, iniciou em 2017 um processo de certificação na ORACLE. Registrou o...     20/02/2018   CNL SERÁ JUNTO COM A INTERMODAL - Nova parceira da UBM, a Associação Brasileira de Logística, a Abralog, realiza sua XXI Conferência Naci...     20/02/2018   2018: ano de investir no transporte - Leia a primeira parte da entrevista concedida pelo presidente da CNT, Clésio Andrade, à edição de j...     20/02/2018   Presidente da CNT fala sobre os 25 anos do SEST SENAT - Leia a segunda parte da entrevista de Clésio Andrade concedida à Revista CNT Tran...     20/02/2018   ANTT aprova plano de outorga da Ferrovia Norte-Sul - Trecho de 1.537 km da ferrovia será subconcedido.     20/02/2018   Começa primeira certificação internacional voltada para o setor ferroviário - Oferecido pelo ITL e pelo SEST SENAT, o curso internacional...     20/02/2018   Metrô: debate previsto para 2 de março - Recém-anunciada a rescisão de contrato entre o Governo do Estado e o consórcio formado pela Acci...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

10/02/2018

Temer diz que governo estuda fórmula para obrigar repasse de redução de combustível

Economia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira que o governo estuda uma fórmula jurídica para obrigar o repasse de reduções nos preços dos combustíveis às bombas, em meio a valores recordes cobrados nos postos.

Em entrevista à TV Bandeirantes, ele afirmou esperar ter em breve uma solução para o não repasse das reduções dos preços nas refinarias.

“Nós estamos examinando fórmulas –porque você não tem como no Brasil tabelar preços, então o preço é livre–. Mas nós estamos vendo fórmulas jurídicas de como obrigar, quando haja redução do preço do combustível, que também isso repercuta na bomba”, disse Temer à emissora.

As declarações de Temer acontecem após os preços médios de gasolina, etanol e diesel renovarem máximas nominais nos postos do Brasil nas últimas semanas, de acordo com pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

“O que tem acontecido é isso. Vem o aumento, o sujeito aumenta, daí quando vem a redução, o sujeito não tira o aumento. Aí quando vem um novo aumento, ele aumenta de novo. Nós estamos examinando isso aqui e espero logo da uma solução”, acrescentou ele, sem detalhar seus planos.

Desde julho do ano passado, a Petrobras adotou uma nova sistematização de preços que prevê alterações quase que diárias nas cotações dos combustíveis acompanhando as movimentações nos mercados internacionais.

Os preços dos produtos nas refinarias da petroleira têm subido e descido também de acordo com sua estratégia comercial para retomar mercado perdido para importadores, que elevaram fortemente suas compras.

Dessa forma, os valores dos postos não dependem apenas das cotações da Petrobras. Margens das distribuidoras e revendas influenciam nos preços aos consumidores.

Os preços mais altos no país seguem as cotações mais altas do petróleo, mas também decorrem de um forte aumento de tributos dos combustíveis (PIS/Cofins) em meados do ano passado.

Fonte: Reuters

 

Por REUTERS

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

Valores do RNTRC serão reajustados

Preço da gasolina nos postos tem 1ª queda em 14 semanas, diz ANP

Petrobras anuncia mudanças na divulgação do preço da gasolina e do diesel

Archer prevê safra de cana 2018/19 menor no centro-sul, vê alta em produção de etanol

Petrobras recebe multa do Ibama relacionada a despejo de óleo no mar

GM vai aumentar produção em São Caetano, que terá carros inéditos a partir de 2020

INFRAERO LANÇA LICITAÇÕES NO SUL

AMAZON NEGOCIA GALPÃO NO BRASIL

ALCIS É PARCEIRO GOLD DA ORACLE

CNL SERÁ JUNTO COM A INTERMODAL

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística